Notícias

Mais de US$ 21 bilhões saíram do país e fuga tende a aumentar

“Os fluxos especulativos deixaram o país porque o carrytrade ficou inviável dada a queda inédita da taxa de juro no país e a Bovespa perdeu atratividade dada a inércia da atividade econômica. O Brasil não é mais o oásis do especulador que foi o promotor desta significativa saída. A qualidade do recurso estrangeiro que retornará ao país será muito superior.”

Ano de 2019 vai confirmando maior saída anual de dólares desde 1982. Olhando em 12 meses, a buraco no fluxo cambial passa dos US$ 41 bilhões.

Os dados do Banco Central (BC) sobre o fluxo cambial mostram que cerca de US$ 21,5 bilhões deixaram o país entre janeiro e outubro. E esses mesmos dados nos mostram que a tendência é de aumento nessa saída nos dois meses que faltam para fechar o ano.

Historicamente, os meses de novembro e dezembro são marcados por saída de dólares, com empresas fechando balanço e remetendo dividendos e investidores fazendo zeragem de posições em renda fixa e ações. Assim, 2019 tem tudo para marcar a maior fuga de capital desde 1982, início da série histórica do BC. Para dar um parâmetro, todos os meses de dezembro desde 2010 têm fluxo negativo. No ano passado, apenas o último mês do ano teve saída de US$ 12,7 bilhões.

 

Leia a matéria na fonte: seudinheiro.com/mais-de-us-21-bilhoes-sairam-do-pais-e-fuga-tende-a-aumentar

 


Fonte: SeuDinheiro
Publicado: 6 de novembro de 2019

Compartilhar :
plugins premium WordPress