Notícias

Brasil enfrenta maior retração do PIB desde 1990

Brasil enfrenta maior retração do PIB desde 1990

O IBGE divulgou dados que apontam o aprofundamento da crise no país. O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro sofreu uma retração de 3,8% em 2015, ou seja, o pior resultado desde o recuo de 4,3% ocorrido em 1990, durante o governo de Fernando Collor.

O diretor da NGO Corretora de Câmbio, Sidnei Nehme, aponta que a situação é decadente. “Há problemas políticos relevantes, mas crise na economia é real e contundente”, afirma. Ele também reforça que é um péssimo sinal o fato do PIB brasileiro ter caído 5,9% no quarto trimestre do ano passado, em comparação com o mesmo período de 2014.

A taxa de investimento da economia brasileira foi de 18,2% do PIB do ano passado, configurando o menor patamar desde 2007, quando a taxa chegou a 18%.  Além disso, a taxa de investimento do quarto trimestre de 2015 ficou em 16,8%, menor resultado desde 2006, quando chegou a 16,6%.

Diante desde quadro, o economista Sidnei Nehme ressalta que o cenário é preocupante e ainda aponta para uma perspectiva de piora para 2016.

Na indústria a queda foi de 1,4% no quarto trimestre de 2015, ante o terceiro trimestre, com ajuste sazonal. Já no ano o recuo foi de 6,2%, tornando-se o pior resultado do setor desde 1996.

O setor de serviços teve retração de 2,7% no ano, também resultando na pior série atual do IBGE. Enquanto o consumo das famílias diminuiu 1,3% entre outubro e dezembro, em relação ao trimestre anterior, feito os ajustes sazonais.

O quadro se mostra tão negativo, que o diretor da NGO Corretora de Câmbio, já questiona se pelo menos em 2018 haverá recuperação, apontando que não há perspectivas de melhora no curto prazo.

Compartilhar :
plugins premium WordPress