Fluxo Cambial - até 27 de dezembro 2019, inclusive

As projeções do mercado apontavam para um fechamento do ano com a taxa cambial no em torno de R$ 4,15, depois atenuada para R$ 4,10, expressa no Boletim Focus de 27/12 último, mas que mereceram ousadas estimativas de valores bem superiores em momentos recentes.

Contraditoriamente a moeda americana apontou cotação em R$ 4,01 no dia 27/12 e não fosse a piora do CDS nas ultimas avaliações afetada pelo cenário prospectivo indicando piora nas transações correntes do país (de 96,4 pontos subiu para 102,8 e agora em 98,8 pontos) e poderia ter fechado o ano no surpreendente R$ 4,00, que acreditávamos sempre e firmemente, visto que o país não tem o menor risco de crise cambial, portanto teve um aviltamento da taxa cambial totalmente carente de fundamentos.

E há também a contradição já que a maioria das abordagens previa a depreciação da moeda nacional em razão direta do incremento no volume da demanda.

O volume da demanda foi substantivo, mas a preço da moeda nacional mesmo assim sofreu apreciação, confirmando que a dimensão da disfuncionalidade no mesmo, absolutamente fora da curva, não tinha fundamento e nem sustentabilidade e, portanto não conseguiu resistir nem mesmo a tão somente a perspectiva forte de melhora do cenário econômico brasileiro, que prenuncia a perspectiva de fluxos de capitais estrangeiros intensos, sem, contudo nada ter sido materializado até o momento.

Houve uma incompreensível desconsideração aos méritos construídos pelo BRASIL e da melhora de suas perspectivas influenciando este comportamento da moeda nacional, ainda que o fluxo cambial permanecesse substantivamente negativo, ao mesmo tempo se atribuiu elevada consideração ao embate comercial e suas nuances entre Estados Unidos e China.

Então, até o dia 27/12/2019 o fluxo cambial evidencia:

Fluxo Negativo Total -US$ 43,253 Bi
Fluxo Cambial Negativo 2018 -US$ 995 Mi
Em relação ao ano de 2018 tivemos
Comercial -US$ 29,839 Bi
Financeiro -US$ 12,419 Bi
Fluxo Negativo Total -US$ 42,258 Bi
BC VENDAS AO MERCADO US$ 36,862 Bi
BC LINHAS DE FINANCIAMENTO US$ 10,000 Bi
POSIÇÃO VENDIDA (a descoberto) DOS BANCOS US$ 39,901 Bi
RESERVAS CAMBIAIS US$ 356,383 Bi
 

O fluxo cambial perdura negativo, PORÉM a PERSPECTIVA de acentuada melhora em 2020 tem fortíssimo impacto na formação dos preços do dólar e no desempenho Bovespa, que também está ancorado na participação dos investidores pessoa física.


Sidnei Moura Nehme
Economista e Diretor Executivo da NGO Corretora de Câmbio

Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo