Sobretaxa para o aço é nova frustração para o Brasil na aproximação com EUA

0
0
0
s2sdefault

Justificativa para o anúncio do presidente norte-americano, feito via Twitter, é ''desvalorização cambial artificial''. Medida pega governo e exportadores de surpresa e se soma às demais contrapartidas não cumpridas pelos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pegou o governo brasileiro e os exportadores de surpresa, nesta segunda-feira (2/12), ao anunciar que pretende sobretaxar o aço e o alumínio do Brasil e da Argentina após a constante desvalorização no câmbi…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

O governo brasileiro está forçando mesmo a alta do dólar, como disse Trump?

0
0
0
s2sdefault

O Brasil está deixando o dólar se valorizar de propósito para favorecer os exportadores do país, como acusou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump?

Na opinião de analistas, os principais fatores da queda do real e da alta do dólar são a fraqueza da economia e a redução dos juros (com juros menores, os investidores estrangeiros tiraram seus dólares daqui, o que elevou a cotação da moeda, por haver menos disponibilidade). Mas há analista que considera que o governo não está fazen…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Campos Neto diz que real caiu frente ao dólar porque juros baixaram

0
0
0
s2sdefault

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que a desvalorização do real frente ao dólar é resultado da redução da taxa de juros, algo que trará grandes benefícios para a economia brasileira. “O ciclo vicioso de taxas altas foi quebrado, estamos entrando em ciclo virtuoso”, afirmou, nesta 2ª feira (2.dez.2019), em almoço da Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Campos Neto destacou a demora para que as mudanças nas taxas de longo prazo proporcionem benefícios. “Câmbi…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Banco Central vende US$ 1 bilhão de reservas e dólar recua

0
0
0
s2sdefault

O Banco Central realizou um leilão de US$ 1 bilhão de reservas no mercado à vista, nesta quinta-feira (28/11). Vendeu tudo, dando uma leve segurada na alta da moeda norte-americana, que registrou nova máxima histórica, ontem, de R$ 4,26. Após a operação realizada antes das 10h, o dólar comercial abriu as negociações em queda e estava cotado a R$ 4,245 para a venda, pouco depois das 12h, com recuo 0,33% em relação à véspera.

Outro leilão previsto pelo BC hoje antes da abertura dos merca…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Dólar em alta e dados dos EUA pressionam Ibovespa e juros

0
0
0
s2sdefault

Incerteza dos investidores afeta mercados

O Ibovespa até ensaiou uma recuperação nesta manhã, mas a manutenção do dólar acima dos R$ 4,26 e indicadores de atividade acima do esperado nos Estados Unidos renovaram a onda vendedora na bolsa. Assim, às 13h53, o Ibovespa mantinha queda de 0,39%, aos 106.641 pontos.

Entre as mínimas e as máximas, o índice foi dos 106.312 aos 107.555 pontos, com um giro financeiro fraco para o horário e que soma R$ 4,4 bilhões. Se continuar assim, até o fim d…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault
Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo