NGO-CambioNews grd

Câmbio: ausência de fundamento do conceito “câmbio alto” permite qualquer preço?

0
0
0
s2sdefault

Adotando o sofisma “juro baixo câmbio alto”, o governo acintosamente estimulou a propagação de forte movimento especulativo na formação do preço da moeda americana, tendo como epicentro o mercado futuro de dólar, tendo em vista que, desde a virada do ano 2019/2020 quando registrou o preço de R$ 4,01, o fluxo cambial de janeiro e fevereiro não exerceram quaisquer pressões altistas tendo em vista que registram saldo positivo.

Transformado em “política de governo” o estímulo ao juro baixo…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Perspectiva não elimina mutação para “juro alto câmbio alto”, inflação é perversa

0
0
0
s2sdefault

Há certa euforia com o novo lema, quase um dogma, criado e bem impulsionado pelo governo como fator de influência no mercado financeiro brasileiro que passou a acreditá-lo, que é “juro baixo câmbio alto”, e que na realidade parece ter perdido a coerência sobre a quantificação do que seja câmbio alto.

A intensificação da propagação da ideia passou a ser um forte estimulante a apreciação do preço da moeda americana, que após todo o desastroso cenário de fuga de capitais estrangeiros do p…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Alta do dólar induzida como política de governo, agora terá pressão efetiva!

0
0
0
s2sdefault

Publicado: 17 a 21 de Fevereiro de 2020 - Escrito por Sidnei Moura Nehme

É notório que ainda se utilizam eventos de um passado recente, como o intenso fluxo cambial negativo de 2019, as trocas de dívidas externas por internas das empresas nacionais, a queda do saldo da balança comercial, etc., para justificarem-se as pressões sobre o preço da moeda americana no nosso mercado, mas é importante ressaltar que “tudo isto é passado” e já teve a repercussão registrada, tendo o…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Câmbio: mudar patamar do preço “na marra” é diretriz errática e ultrapassada!

0
0
0
s2sdefault

A política de governo, a partir do Ministério da Economia e cumprimento pelo Banco Central do Brasil, é na realidade uma nova tentativa de “reinventar a roda”, pois se trata de política que guarda semelhança com a já executada no Brasil, na questão cambial, à época do então Ministro Delfim Neto.

Delfim buscou dar “competitividade” a ineficiente indústria nacional no mercado externo com o aviltamento da taxa, à época administrada, e não logrou sucesso visto que faltavam as nossos produt…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Dicotomia entre comportamento da Bovespa e o dólar sinaliza incoerências e riscos!

0
0
0
s2sdefault

Há algo de errado no contexto atual do mercado financeiro brasileiro, mas claramente ocorre uma complacência e desprezo pelo risco em perspectiva, pois a BOVESPA sobe com os bons ventos dos investidores pessoas física, sem norte para suas aplicações em renda fixa, e ainda perturbados pela perda acentuada e ainda presente da atratividade face à queda do juro.

Inquestionavelmente, na atualidade já há uma convicção menor na capacidade de crescimento da economia brasileira do que as expect…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault


Copyright © 2020. Direitos pertencentes a seus respectivos autores. É obrigatória a menção à fonte e ao autor para reprodução total ou parcial dos textos. Esta é uma publicação de caráter informativo e não deve ser considerada como uma oferta de compra ou venda de ativos ou de qualquer instrumento financeiro.

Coluna CâmbioNews nos principais veículos:

Investing.com
Money Times
Broadcast - AE

exclusivo para assinantes

Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo