Dólar tem dia de forte alta; ações da Embraer têm queda de 14,29%

Cotação da moeda subiu 0,55% ante temor de disputa entre EUA e China.

O dólar fechou o dia 05 de julho no maior patamar desde março de 2006, com a moeda norte-americana subindo 0,55%, cotada a R$ 3,9344. Durante o dia, o dólar chegou a valer R$ 3,9416. A cotação acompanhou o temor dos investidores com o prazo de amanhã (06) anunciado pelo Estados Unidos para início da taxação dos produtos da China, contando com uma event…

Leia mais

Balança comercial atinge superávit de US$ 30 bilhões no primeiro semestre

Dados foram divulgados nesta terça-feira (3) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

As exportações superaram as importações e as trocas comerciais entre o Brasil e o exterior no primeiro semestre deste ano. E, no total, foram movimentados US$ 30 bilhões. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (3) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

De janei…

Leia mais

Reformas têm de continuar para inflação permanecer baixa, diz Goldfajn

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, afirmou, em Brasília, que a continuidade das reformas na economia brasileira é essencial para manutenção da inflação baixa no médio e longo prazos.

Segundo Goldfajn, as reformas, como a da Previdência, vão ajudar também na redução dos juros e na recuperação sustentável da economia.

Goldfajn destacou que um dos riscos acompanhados pelo BC era o de frustração nas expe…

Leia mais

BC avalia perspectivas sobre oportunidades e riscos das fintechs

Boxe dedicado ao tema foi divulgado na primeira edição do Relatório de Economia Bancária (REB), publicado em junho.

​No intuito de compreender as perspectivas sobre oportunidades para melhorar a qualidade na prestação de serviços e identificar riscos à estabilidade financeira, um boxe sobre fintech foi elaborado no primeiro Relatório de Economia Bancária (REB), publicado pelo Banco Central (BC) em 12 de junho.

Fintechs po…

Leia mais

Norma do BC requer padrão na divulgação de informações por parte das instituições financeiras

A proposta em consulta pública chama-se “Relatório de Pilar 3” e se baseia em documentos publicados pelo Comitê de Basileia para Supervisão Bancária.

O Banco Central (BC) colocou em consulta pública, por 60 dias, proposta para aprimorar a maneira por meio da qual as instituições financeiras divulgam informações sobre gestão de riscos, composição de capital e atendimento a limites prudenciais.…

Leia mais

Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo