Após 2 anos de saídas, Brasil tem ingresso de US$ 9,4 bilhões em 2015

Fluxo de dólares, porém, não impediu a disparada da moeda dos EUA. Segundo especialista, queda das importações influenciou resultado.

Após dois anos de retiradas de recursos da economia brasileira, os dólares voltaram a entrar no país em 2015. Segundo divulgou o Banco Central nesta quarta-feira (6), o ingresso de divisas superou a saída de valores no Brasil em US$ 9,41 bilhões em todo ano passado. Em 2013 e 2014, respectivamente, US$ 12,26 bilhões e US$ 9,28 bilhões saíram do país.

A e…

Leia mais

O ano em que o Brasil andou para trás

A crise econômica, somada à política, levou quase todos os indicadores do país a retrocederem em 2015. Retomar o crescimento é o desafio para 2016.

Quando 2015 ficar para trás e fizer parte dos livros de História, é bem provável que a crise vivida hoje ocupe um bom número de páginas. Poucas vezes o Brasil passou por um período tão turbulento na economia, com recessão forte e inflação alta. Mas não foi só isso. Praticamente todos os indicadores mostram que neste ano o país engatou march…

Leia mais

Incertezas sobre condução da Fazenda fazem dólar superar R$ 4

A nomeação de Nelson Barbosa para comandar o Ministério da Fazenda no lugar de Joaquim Levy não foi bem recebida pelo mercado, o que refletiu-se na forte alta do dólar na sessão desta segunda-feira (21/12), dia em que a moeda ultrapassou os R$ 4, na maior cotação de fechamento desde setembro. Apesar dos esforços do novo ministro da Fazenda no sentido de tentar ganhar a confiança dos investidores, prevaleceu a percepção de que, sem Levy, o governo pode deixar de lado a austeridade fisca…

Leia mais

Dólar chegará a R$ 5 com novo rebaixamento de rating, diz NGO

O dólar pode fechar este ano em R$ 4 e chegar a R$ 5 em 2016 caso o Brasil seja penalizado com o rebaixamento a grau especulativo por mais uma agência de rating, segundo o economista Sidnei Moura Nehme, diretor executivo da corretora de câmbio NGO.

“O preço da moeda norte-americana tem potenciais fatores de indução fundamentada para fechar este ano em R$ 4,00 e, se o país for penalizado com o ‘downgrade’, não se pode deixar de considerar a taxa ao final de 2016 em R$ 5,00”, avalia.

Par…

Leia mais

Risco de rebaixamento gera escalada do dólar

No vaivém da cotação cambial ao longo da crise econômica, o dólar fechou ontem em alta depois de a agência de classificação de risco Moody's colocar em xeque a nota de crédito do Brasil, sinalizando com um possível rebaixamento. O dólar comercial (usado nas transações comerciais) encerrou o pregão cotado a R$ 3,80, alta de 1,69%. Com a queda de quase 2% do dia anterior, a moeda norte-americana acumula alta de 1,64% na semana. Ao longo do ano, o dólar subiu 42% ante o real. Já o dólar à…

Leia mais

Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo