BC precisa mudar estratégia de intervenção para dólar não atingir patamares inimagináveis, diz analista

"Tudo sugere que a sua estratégia de intervenção no câmbio está relativamente desfocada", avalia.

Após alguns pregões de mais "tranquilidade", o mercado cambial voltou a piorar nesta terça-feira (5), com o dólar disparando 1,7% e chegando aos R$ 3,81, seu maior patamar em mais de dois anos. O Banco Central tentou intervir de forma mais forte, mas não conseguiu mudar o rumo da moeda. E agora o mercado começa a pedir uma mudança de estratégia da autoridade.

"Embora disponha de instrumentos que lhe permitem ampla visão do comportamento do mercado, tudo sugere que a sua estratégia de intervenção no câmbio está relativamente desfocada, pois insiste em ofertar maciço volume de proteção com “swaps cambiais” e não está irrigando a liquidez do mercado a vista", avalia o diretor da corretora NGO, Sidnei Nehme.

Segundo ele, a ação do BC tem que focar em fomentar a liquidez no mercado a vista, entrando com a oferta de linhas de financiamento em moeda estrangeira com recompra. Nehme acredita que a autoridade até pode manter os leilões de swaps cambiais, mixando com a oferta mais incisiva de linhas de financiamento, "suprindo e ancorando a crescente demanda no mercado a vista pelos investidores estrangeiros que estão dando claros sinais de retirada de recursos do país".

Ele lembra que grande parte dos investidores estrangeiros com recursos no País já estão "hedge", ou seja, protegidos, após terem sido surpreendidos ao inicio de abril e terem desencadeado forte demanda por proteção ocasionando, o que puxou as cotações para cima nas últimas semanas.

Nehme reforça a piora do cenário doméstico, com a aumento da fragilidade do governo diante da greve dos caminhoneiros, que ainda pode voltar se o Planalto não conseguir impor as decisões que adotou e determinou aos fornecedores dos combustíveis.

"Neste quadro, o BC não pode perder mais tempo para iniciar a alteração de sua estratégia de intervenção no câmbio, precisando acentuar sua oferta de liquidez no mercado a vista de câmbio com leilões de linhas de financiamento com recompra, mesmo que a mixe com a oferta em menor dimensão de swaps cambiais, para que a taxa cambial não avance para patamares inimagináveis", completa o analista.

ngo na midia infomoney Fonte: InfoMoney
Autor: Rodrigo Tolotti Umpieres
Link: infomoney.com.br/.../precisa-mudar-estrategia-intervencao-para-dolar-nao-atingir-patamares-inimaginaveis
Data de publicação: 05/06/18

0
0
0
s2sdefault
Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo