NGO-CambioNews grd

Assimetrias perceptíveis no câmbio e na Bovespa sugerem movimento estruturado

0
0
0
s2sdefault

Às vésperas do início de um trimestre (agosto-setembro-outubro) que se configura pouco propício para a economia brasileira, de vez que é bastante consistente o prenúncio de elevada estagnação no período, que sugere muita precaução e sensatez em todos os segmentos, devendo revelar aumento do desemprego, já sinalizado em junho, contenção de investimentos produtivos, foco mais acentuado sobre grave problema fiscal, queda na renda e consumo, sem recuperação na inadimplência, e muita concen…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Brasil tende a agravar perda de atratividade, ofuscado por perspectivas incertas

0
0
0
s2sdefault

Embora haja certo comedimento por parte do mercado financeiro que busca manter um ambiente ainda com residual otimismo, o fato concreto é que veladamente há um questionamento sem alardes focando “se o que está ruim pode ficar pior”.

O trimestre que se aproxima – agosto a outubro – promete sancionar que o ano está findo e o que resta é a definição da sucessão presidencial, sobre a qual não se consegue construir cenários sustentáveis, visto que campeiam dúvidas e incertezas absolutas sob…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

FED enaltece otimismo com sua economia! Brasil não está em momento favorável

0
0
0
s2sdefault

A percepção exposta pelo Presidente do FED americano é de que tudo vai bem com a economia dos Estados Unidos, e assim, o ritmo de ações/medidas em torno da política monetária deve seguir como previsto sem atropelos e cumprindo o já definido em termos de ajustes na taxa de juro com gradualidade.

O clima em torno das expectativas é impactante e foram colocadas pelo Presidente do FED de forma bastante contundente, com somente ressalvas quanto à guerra comercial, mas sem potencializá-la no…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Câmbio em patamar sustentável com fundamentos, sem exigir intervenção do BC

0
0
0
s2sdefault

Entendemos que o preço da moeda americana no nosso mercado esteja dentro da faixa de equilíbrio no intervalo entre R$ 3,80 a R$ 3,95, e é o que tem sido observado, não havendo incremento nas demandas por proteção câmbio e/ou no mercado à vista, únicas razões que poderão vir a determinar intervenção do BC no câmbio proporcionando liquidez, de vez que de outra forma não tem como interferir na formação do preço.

Passada a Copa do Mundo, o foco maior será nos fatores internos do país que c…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

BC observa o câmbio, mas decisão do congresso na LDO acentua foco na crise fiscal!

0
0
0
s2sdefault

O mercado de câmbio ainda não sinaliza comportamento que determine a necessidade de intervenção do Banco Central do Brasil, de vez que não indica demanda por proteção cambial adicional à simples rolagem dos contratos de swaps cambiais vincendos e nem demanda pressionando liquidez no mercado de câmbio à vista.

No nosso entendimento, face aos fundamentos presentes, o preço da moeda americana é sustentável entre R$ 3,80 a R$ 3,95.

O alcance das intervenções do BC no câmbio tem limitações…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault
Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo