NGO-CambioNews grd

Refém de sua própria estratégia no câmbio, BC agora tenta sair!

0
0
0
s2sdefault

A atitude do BC até 6ª feira última deixava evidente que só usava erraticamente uma ação definida para tentar conter o viés de alta consistente e fundamentado do preço da moeda americana no mercado brasileiro.

Praticando uma incessante oferta de contratos de swaps cambiais que acabam sendo absorvida pelo mercado, com bastante evidência, face ao estoque já colocado, de que o instrumento de proteção já não se presta a esta finalidade, mas está sendo objeto de trato como se fora uma aplic…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Bancos estão “square” em suas posições e mercado está sobreprotegido! E agora?

0
0
0
s2sdefault

O COPOM manteve a taxa SELIC, mas a rigor já há indícios claros de impactos inflacionários advindos do impacto do preço elevado do dólar na economia, evidenciados nos IGPs e IPCs, salvo IPCA, o que conspira para a convicção de que não haverá novo aumento da taxa SELIC na próxima reunião.

Há clara percepção de que os passivos em moeda estrangeira devem estar protegidos e que houve excesso de oferta de proteção que se prestou a instalar no mercado financeiro movimento especulativo a part…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

COPOM deve manter SELIC, mas BC deve alterar estratégia de intervenções no câmbio

0
0
0
s2sdefault

A duras penas, seja pela intervenção direta do BC com suas maiúsculas ofertas de swaps cambiais, seja pela ação direta dos especuladores dominando a formação do preço deprimindo-o estrategicamente para ganhar “gap” para realização de lucro na liquidação, como defendemos a partir do entendimento de que a demanda por estes instrumentos deixaram de ser para proteção e passaram a ser puramente especulativo, o fato concreto é que o preço da moeda estrangeira ficou num patamar contido que pe…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

SELIC será mantida. BC deve diminuir oferta de swaps e entrar com linhas pós COPOM

0
0
0
s2sdefault

O mercado financeiro já não demanda swaps cambiais para proteção de passivos dolarizados, mas tão somente focando oportuna especulação com a perspectiva de polpudos lucros, ante a convicção de que o preço do dólar tem viés acentuado que o coloca, neste momento, acima de R$ 4,00.

Há acentuada convicção de que o preço do dólar, acima de R$ 4,00 é efetivo neste momento, fundamentado nos fatores internos amplamente negativos (atividade econômica extremamente fragilizada, alto nível de dese…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

BC está refém e na roda viva. Ofertas bilionárias de swaps não tiram viés de alta

0
0
0
s2sdefault

Acreditamos que todo e qualquer volume de swaps cambiais que o BC ofertar será absolutamente inócuo para conter o viés de alta do dólar no nosso mercado.

Em nossa visão, a tendência de alta do preço da moeda é fortemente sustentável e fundamentada com base nas perspectivas amplamente negativas de curto/médio prazos de forma irreversível.

Sintetizando, o que está presente é muito ruim no contexto econômico-político e as perspectivas não oferecerem nenhum risco de melhora, e, agora com p…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault
Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo